Aprenda com o tweet fail alheio

Que o Twitter e o mau uso da ferramenta já causaram algumas dores de cabeça por aí já é fato. Um canal de comunicação imediato, instantâneo, mas um tanto quanto perigoso. Diariamente acompanho comentários bem curiosos por lá, principalmente dos followers das marcas que gerencio. E muito me intriga o que essas pessoas faziam ou como faziam para ‘desabafar’ antes do seu surgimento.

Minha proposta hoje é: o que você viu que é #fail hoje no Twitter?

Se você segue perfis corporativos então é uma festa de fails! Muitas das marcas que acompanho, sigo apenas para analisar o que está sendo feito, confesso que às vezes é muito triste ver o que empresas de grande porte e reconhecimento até mundial falam no Twitter. E principalmente da falta de senso de oportunidade delas. E são dessas que tiro os comentários abaixo.

» Curta a página da Imagine no Facebook

Para evitar possíveis conflitos para a autora e para o blog não serão citados os nomes das organizações, assim como os tweets reproduzidos não estão em seu formato original (alterações foram feitas com o uso das letras xx). Mas quem estiver interessado em saber pode correr para o search, ou me perguntar.

Escrever praticamente todos os tweets em caixa alta:

"SÁBADO NA XX EM XX O DJ ARGENTINO RICKY RYAN, UM DOS DJS MAIS COBIÇADOS DO MUNDO"

Poxa, não grita! Regra número um da internet: escrever em letra maiúscula é sinônimo de estar gritando. Porque falar assim com seus seguidores? O propósito não é fazer com que eles consumam ou utilizem os produtos/serviços que você está oferecendo? Ao menos que essa seja sua abordagem física com eles, no Twitter não é algo elegante de se praticar.

Retuitar todas as mensagens que a marca recebe:

"RT @xx Afff…. aqui em Joinville tbém amanheceu muuuuito frio…"

Responda apenas para a sua seguidora. Seus followers não precisam saber quantas respostas você teve para a pergunta: “Bom dia, muito frio na sua cidade?”. Além de lotar a timeline não são informações que irão acrescentar a vida deles.

Tentativa de promover os produtos de forma diferente, mas com falta de informação:

"Que ótimo saber disso! Aqui também somos louca por sapato! Você já conhece nosso clube de moda."

(não entraremos aqui na questão gramática) Clube? Onde? Quando? Cadê? Não sei, então tenho que responder que não conheço para descobrir como funciona ou onde encontro? Menos 200 pessoas no site que estavam online naquele momento.

Falta de uso de encurtadores de links:

"Uauu!! sobrancelhas!!! http://www.chatadegalocha.com/2010/07/meu-passado-me-condena-ou-a-importancia-de-saber-fazer-as-sobrancelhas/"

Com tantas formas de se acessar o Twitter (Tweetdeck, Hootsuite, Seesmic…) e com tantas opções para encurtar links (migre.me…) vocês ainda não sabem como aproveitar todos os 140 caracteres?

Linguagem em primeira pessoa:

"de qualquer maneira, vou ver com as meninas da marca própria para vermos o que pode ter acontecido nas fórmulas. Bjo"

Uma das coisas que mais acho feio é ver marcas falando: “desejo um bom dia”, “eu te ajudo”, “posso te responder”, uma empresa não é feita por uma pessoa, é feita por pessoas, e todos sabemos disso. Ao menos que ela seja representada por uma figura (diretor, personalidade…) que esteja utilizando seu nome para falar pela organização, não é nada interessante falar assim. Tente usar: “desejamos um bom dia”, “queremos te ajudar”, “podemos".

Postagens de assuntos conflituosos:

"Jesus na Playboy? http://bit.ly/cQbHNR"

A marca atende apenas a ateus? Ok, sem problemas. Mesmo que o link não seja de conteúdo próprio, mas pelo simples fato de ter sido citado significa que a marca concorda com isso. Não é uma regra, mas pode causar um desconforto se dentre os mil seguidores quatrocentos sejam muito religiosos e acharam isso ofensivo. Por que correr o risco?

Não aproveitar as ocasiões:

"Hoje é o dia da Pizza! Comemorar essa data é uma delícia."

Esse foi o único tweet de uma marca de pizzas no dia que era comemorado justamente o dia da pizza. Com tanta coisa que poderia ter sido falado: sabores, história, sugestão de lugares… esse foi o único comentário na ocasião.

Me dê seguidores que talvez eu te dê um prêmio:

"Indiquem @xx! Qdo chegarmos aos 3 mil seguidores, lançamos a promo que vai dar o sapato que a vencedora quiser \o/"

Essa é clássica. Para algumas até funciona, seja pelo prestígio da marca ou pelo prêmio. Outras ficam penando dias e até semanas com tweets assim até chegar a tal da meta. Típico procuro quantidade e não prezo pela qualidade.

E para finalizar deixo mais alguns que encontrei e deixo apenas para discussão nos comentários, o que você vê de errado em uma empresa postar isso no Twitter?(sim estes também foram retirados de perfis de empresas)

“=(“

“Obrigada a todas as gatonas que nos indicaram no #followfriday! ;) ))) Ficamos muuuuito felizes!”

“É hoje!!! Brasil na Copa!!! Brasil ziu ziu!!!”

“Acabo de completar “Seus olhos “dizem” o que?” e meu resultado foi: Sou inteligente! Experimente:”

“Alguém aí pode fazer uma reza bem forte para o site do sorteio parar de dar erro e funcionar normalmente!?”

“A seleção Brasileira é patrocinada pela XX. Se fosse pela XX, jamais perderíamos para a Holanda”

“Quem não gosta dos nossos refrigerantes é americanizado! XX é BRASIL!”

Fonte: Mídia Boom

Artigos relacionados

Eleve o layout do seu site a padrões jamais vistos

Layout é vida, layout é arte, layout é criatividade. A aparência do seu site é fundamental para que se alcance o objetivo ...

Plano de marketing digital para a internet

Você já parou para pensar a respeito de um plano de marketing para a internet? Sabemos que para uma empresa obter sucesso, al...

Como integrar as redes sociais aos ambientes corporativos

Especialista elenca as quatro fases que devem ser seguidas pelos CIOs para implementar as plataformas colaborativas nas organ...
 

Imagine Comunicação Digital

Av. Treze de Maio, 1116, Sala 1901, Fátima | CEP: 60040-530 | Fortaleza - CE - ver no mapa | Google+

Telefone: +55 (85) 3032-9525 | Email: atendimento@imagineseusite.com.br | Siga nas redes:

© Imagine Comunicação Digital