Notícias

Extensão para Google Chrome recria experimento secreto do Facebook

05103300840026

Na última semana veio à tona um estudo realizado pelo Facebook em 2012, que manipulou a timeline de cerca de 700 mil usuários como forma de avaliar a maneira com as pessoas reagem a determinados tipos de conteúdo. A conclusão a que se chegou foi de que as suas postagens são "contagiosas", isso é, aquilo que você posta impacta no humor daquelas pessoas que leem, seja de forma consciente ou inconsciente.

Pensando nisso, a desenvolvedora Lauren McCarthy criou Facebook Mood Manipulator, uma extensão para Google Chrome que permite a você recriar a mesma experiência, mas escolhendo o tipo de conteúdo que deseja receber em sua timeline. O aplicativo foi desenvolvido com o Linguistic Inquiry World Count (LIWC), mesma base usada pelo Facebook para o experimento e só é capaz de capturar expressões em inglês.

Depois de instalado, é possível escolher que tipo de postagens você deseja receber em sua timeline, de acordo com o seu humor. São quatro opções, que podem ter a intensidade controlada: positive (positivo), emotional (emocional), agressive (agressivo) e open (aberto). 

Fonte: TecMundo

Para criador do WhatsApp, integração com Facebook não acontecerá

A integração dos serviços do Facebook com o WhatsApp não deve acontecer, é o que indica Jan Koum, um dos criadores do aplicativo de mensagens de texto. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Koum explica que não há plano de integração, devido ao pequeno tamanho de sua equipe (hoje o WhatsApp possui 55 pessoas) e dá como exemplo integrações no passado que não deram certo, como Geocities, Flickr e Altavista.

O executivo que vendeu o aplicativo ao Facebook por US$ 16 bilhões afirmou também que o WhatsApp continuará operando da maneira que age - o app não guardará mensagens de seus usuários, mantendo a privacidade de seus clientes.

Jan Koum ainda revelou que ajudou na estabilização do sistema que ficou fora do ar no último sábado. O executivo ainda explica que, no futuro, poderá aumentar a anualidade do serviço hoje em US$ 0,99.

Sobre a compra
O WhatsApp, aplicativos de envio de mensagens de texto, foi comprado pelo Facebook no dia 20 de fevereiro de 2014 por US$ 16 bilhões. Com 450 milhões de usuários e um crescimento diário de 1 milhão de novos clientes diários, o aplicativo permite o envio de mensgens de texto, fotos, vídeos e áudios por celular.

O acordo, o mais alto na compra de aplicativo na história da tecnologia, prevê US$ 3 bilhões em dinheiro e outros US$ 13 bilhões em ações do Facebook. A compra do WhatsApp superou outra compra de aplicativos pelo Facebook, o Instagram foi comprado em abril de 2012 por US$ 1 bilhão.

Nova rede social paga o usuário por conteúdo postado.

Em 12 dias no ar, a rede social Teckler, que paga o usuário pelo conteúdo publicado, passou a marca de 25 mil posts - "tecks", como são chamados. O resultado superou as expectativas da companhia, diz Claudio Gandelman, CEO e fundador do site. Ao Terra, ele conta que se inspirou no modelo de negócios da App Store da Apple para criar a rede social, e afirma que acredita que pagar o usuário vai ser uma postura cada vez mais presente no que chama de Web 3.0.

"É o próximo passo, uma web mais democrática", resume Gandelman. A rede social, lançada na metade de maio, repassa 70% do valor recebido de anunciantes aos usuários, de acordo com a relevância de cada post.

Site brinca com sugestões de busca para criar "poesias do Google"

Baseado em site criado nos EUA, novo e divertido Tumblr "Poesia do Google" reúne sugestões do buscador em forma de poema.

O maior buscador do mundo também pode ser fonte de boas risadas antes mesmo de finalizar uma busca. Pensando nisso, um internauta resolveu reunir as verdadeiras "poesias" em forma de busca sugeridas pelo Google quando se digita uma ou mais palavras na caixa de pesquisa do site.

Anistia Internacional coloca usuários do Facebook no banco dos réus

Trial by Timeline mostra quais atos do seu dia a dia registrados em sua linha do tempo são considerados crimes em outros países

A Anistia Internacional está usando bem as redes sociais para impactar as pessoas mundo afora. Depois do Tweet Censurado, agora é o momento de fazer os usuários do Facebook sentirem na pele uma repressão que é comum em diversos países. Trial by Timeline é um aplicativo desenvolvido pela Colenso BBDO Auckland que mostra quais atos do seu dia a dia – que você fez questão de compartilhar – são crimes que podem ser punidos com tortura e encarceramento mundo afora.

Imagine Comunicação Digital

Av. Treze de Maio, 1116, Sala 1901, Fátima | CEP: 60040-530 | Fortaleza - CE - ver no mapa | Google+

Telefone: +55 (85) 3032-9525 | Email: atendimento@imagineseusite.com.br | Siga nas redes:

© Imagine Comunicação Digital