Drone do Facebook para fornecer internet terá o tamanho de um Boeing

being3

O veículo não tripulado desenvolvido pela organização capitaneada pelo Facebook para fornecer conexão à internet a áreas carentes de acesso terá o tamanho de um Boeing 747 e voará por anos sem pousar para abastecer, afirmou o executivo responsável pelo projeto ao site "Mashable".

» Curta a página da Imagine no Facebook

O Facebook havia divulgado em março deste ano o projeto de criar drones e satélites para levar acesso à internet com raios laser, por meio do projeto Internet.org, que pretende aplicar a conexão em escala global.

Em entrevista nesta segunda-feira (22), Yael Maguire, diretor do Laboratório de Conectividade do Facebook, que conduz essa iniciativa, deu maiores detalhes de como serão os veículos utilizados. Os drones terão "o tamanho aproximado de uma aeronave comercial, como um 747".

Serão, porém, mais leves e menos compridos, diz o executivo. Ele conta que uma das aeronaves em desenvolvimento no laboratório terá o comprimento de "cerca de seis ou sete [carros] Prius, mas o peso é de quatro pneus de um Prius".

Energia solar

Esses drones sobrevoarão países em desenvolvimento, priorizando as áreas em que vivem o maior número de pessoas sem conexão. Como exemplo, Maguire citou a Índia, onde 15% das pessoas não tem acesso à internet. O Facebook identificou 21 países na América Latina, África e Ásia com potencial para serem visitados pela aeronave.

"Para podermos pilotar esses aviões -- aviões não tripulados que têm de voar durante meses, ou talvez anos de uma só vez -- nós realmente temos que voar por cima das nuvens, acima de todo o espaço aéreo", disse Maguire. Para que isso ocorra, as aeronaves serão equipadas com painéis solares, já que não há combustível capaz de mantê-lo tanto tempo ano ar.

Por isso, a escolha do país vai definir como o drone será construído, já que a incidência de raios solares varia de acordo com a posição geográfica. Maguire afirma que a expectativa de sua equipe é colocar no ar o primeiro dessas aeronaves ainda em 2015. O teste será feito em uma região dos Estados Unidos ainda por ser determinada.

Para que a conexão à internet comece a ser disponibilizada das alturas, porém, vai demorar de três a cinco anos, de acordo com o diretor.

Uma das preocupações do laboratório é com a legislação, que fixa um piloto para cada aeronave. O executivo diz que necessita de um ambiente regulatório em que um piloto possa controlar cem desses drones. "Nós não podemos ter uma pessoa por aeronave se nós queremos solucionar como conectar o mundo", afirmou Maguire.

Fonte: G1

Artigos relacionados

'Facebook para o trabalho' deve ser lançado em janeiro

A versão do Facebook para ser usada no trabalho está quase pronta e será lançada no começo de janeiro, segundo informa o Wa...

Google lança serviço para revolucionar caixa de e-mails

O Google anunciou nesta quarta-feira, 22, um novo serviço de gerenciamento de e-mails chamado Inbox, que tenta organizar a ca...

Como passar credibilidade através do seu site

Alguma vez você já parou pra pensar nos motivos que tornam seu site atrativo e transmitem credibilidade para os internautas? ...
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Imagine Comunicação Digital

Av. Treze de Maio, 1116, Sala 1901, Fátima | CEP: 60040-530 | Fortaleza - CE - ver no mapa | Google+

Telefone: +55 (85) 3032-9525 | Email: atendimento@imagineseusite.com.br | Siga nas redes:

© Imagine Comunicação Digital