Mulheres lideram uso de Facebook, Orkut e Twitter no Brasil

Elas dedicam cerca de sete horas semanais em sites de redes sociais, uma hora a mais do que os homens, e aceitam melhor a exibição de marcas.

As internautas brasileiras navegam mais tempo que os homens em sites de redes sociais e aceitam com mais facilidade a intervenção de marcas em suas páginas no Orkut, Facebook e Twitter, segundo uma pesquisa da TNS realizada no Brasil e em mais 45 países. Os resultados foram divulgados na terça-feira (15/2).

De acordo com o estudo, chamado Digital Life, elas dedicam cerca de sete horas semanais em sites de mídias sociais - uma hora a mais do que os homens. E apenas 8% das entrevistadas no País consideram invasivas as ações de empresas em redes sociais - entre o público masculino, esse índice é de 19%.

» Curta a página da Imagine no Facebook

Além disso, segundo o relatório, a maioria das mulheres brasileiras que acessam a Internet diariamente costuma buscar informações online após assistirem na TV o comercial de um produto que consideram interessante.

Atualmente, 92% das internautas brasileiras não apenas mantêm o computador ligado enquanto assistem televisão, mas também tem o hábito de enviar e receber e-mails enquanto acompanham os seus programas preferidos. Deste total, 83% afirmam que, ao ver um comercial interessante na TV, buscam na web mais detalhes sobre o produto, o que destaca o quanto é importante uma participação ativa das empresas na Internet.

Oportunidades

"As internautas brasileiras já superaram muitas barreiras em relação ao uso das redes sociais, compras online e interação com as marcas, estando atualmente mais abertas às oportunidades de negócios no meio digital”, declarou o diretor de Atendimento da área de Tecnologia da TNS Research International, Alexandre Momma.

Entre os produtos que o público feminino mais compra pela web estão cosméticos (30% das entrevistadas), roupas (26%), perfumes (24%), calçados (21%) e produtos de higiene e de cuidados para bebês (12%), de acordo a TNS.

"Entender o comportamento de compra do público feminino no meio digital é um grande desafio para a maioria das empresas que têm produtos e serviços direcionados a esse segmento", afirma a empresa.

O estudo Digital Life foi realizado recentemente em 46 países e contou com a participação de 48,8 mil internautas com idades entre 16 e 60 anos.

Fonte: IDGNow

Artigos relacionados

Brasil terá 165 milhões de acessos à internet banda larga até 2018, prevê Anatel

A universalização é fundamental porque o Brasil está se transformando em um grande mercado em matéria de telecomunicações.&qu...

Anistia Internacional coloca usuários do Facebook no banco dos réus

Trial by Timeline mostra quais atos do seu dia a dia registrados em sua linha do tempo são considerados crimes em outros país...

Dos baby boomers às gerações X e Y: Engajamento, ousadia e inovação

Especialista descreve cada um dos grupos, detalhando anseios e motivações. "A próxima geração não é uma versão mais jove...
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Imagine Comunicação Digital

Av. Treze de Maio, 1116, Sala 1901, Fátima | CEP: 60040-530 | Fortaleza - CE - ver no mapa | Google+

Telefone: +55 (85) 3032-9525 | Email: atendimento@imagineseusite.com.br | Siga nas redes:

© Imagine Comunicação Digital